Back To Top

IBLISS Digital Security

Ataques cibernéticos aumentam em meio à pandemia da COVID-19

Enquanto a maior parte do mundo está em lockdown, tentando lidar com a pandemia do COVID-19, ataques cibernéticos estão cada vez mais livres e frequentes.

Tudo indica que a combinação entre o constante clima de pânico, o aumento do tráfego online e a migração para o trabalho em home office têm facilitado ações fraudulentas como ataques de “phishing”, atraindo cada vez mais usuários a clicarem nos links ou arquivos maliciosos.

Isso se torna uma porta de entrada para hackers roubarem dados pessoais e confidenciais ou até assumirem o controle do dispositivo de uma pessoa – e até utilizá-lo para novos crimes.

A última coisa que você precisa em um momento como esse é se tornar vítima de ataques cibernéticos e talvez até perder seus dados. Por isso listamos abaixo algumas dicas que podem ajudar a proteger a segurança da informação – tanto a sua e de sua família quanto de sua empresa.

Por que a COVID-19 pode contribuir no aumento de ataques cibernéticos?

Com mais pessoas online e a grande maioria delas pesquisando informações sobre o coronavírus, criou uma movimentação que a Organização Mundial de Saúde (OMS) chama de “infodêmia” – quando a população em geral recebe uma enxurrada de informações, o que dificulta distinguir o que é real das fake news.

Esse cenário tem gerado uma série de oportunidades para os fraudadores, que têm utilizado o nome de instituições relacionadas à saúde e à imprensa para ataques de phishing.

Infelizmente hoje é praticamente impossível saber quantos ataques cibernéticos estão sendo realizados ou quantas pessoas estão sendo afetadas. Mas novos ataques estão sendo relatados quase todos os dias.

Isso é ainda mais delicado quando consideramos o aumento de pessoas em home office e o compartilhamento do novo espaço de trabalho com outras pessoas em casa,  cuja conduta pode ampliar os riscos – clique para baixar nosso infográfico sobre o tema e saiba como proteger sua rede doméstica.

A fragilidade humana e seu impacto na segurança dos dados

As ameaças cibernéticas associadas ao atual momento sensível que estamos vivendo – a pandemia tem gerado efeitos como isolamento social, crises na saúde, política e crise econômica – atingem todos os usuários de tecnologia, independente do grau de entendimento sobre segurança da informação ou boas práticas no uso da Internet.

O foco da situação atual envolve as áreas médicas, financeiras e de infraestrutura e, claramente estes serão os principais alvos de fraudes  e ataques, principalmente associados ao trabalho remoto (home office).

Além disso, a fragilidade emocional e o acesso intenso à Internet, abrem portas para vários tipos de ataques, sendo o ransomware (sequestro de dados)  uma das técnicas mais utilizadas pois afeta tanto o âmbito financeiro quanto tecnológico. Para se ter uma dimensão, de acordo com a VMWare Carbon Black, empresa de software e segurança, os ataques de ransomware  monitorados aumentaram 148% em março de 2020, quando comparados ao mês anterior.

As fraudes, fake news e noticias nocivas formam um capítulo à parte, exigindo cuidado especial.  Diversas instituições estão sendo alvo de ransomwares como Maze, Snake e suas variantes. E  em ambos os casos a infecção nem sempre ocorre explorando vulnerabilidades tecnológicas, como um software desatualizado ou um serviço remoto com senha fraca, e sim por meio de arquivos anexos maliciosos.

Dessa forma, é essencial que as pessoas estejam conscientes do seu papel e o impacto de suas ações quando se trata da segurança dos seus dados e dos dados corporativos. A melhor forma de garantir a segurança e minimizar o impacto destas ameaças é a conscientização continuada – em home office, a segurança digital não pode ser esquecida!.

Segurança da informação: dicas para se proteger

A segurança cibernética deve ser uma preocupação constante de todos – empresas e colaboradores. Mas em situações como a atual, é essencial ampliar os cuidados. Veja a seguir as principais medidas de segurança que devem ser feitas por todos.

Colaboradores

  • Manter acima de tudo a disciplina e adaptabilidade à metodologia de trabalho
  • Focar na jornada de trabalho, evitando conflitos com questões pessoais
  • Usar senhas fortes conforme política definida pela empresa
  • Bloquear a estação de trabalho, para que amigos e familiares não acessem acidentalmente informações da empresa
  • Não compartilhar o sinal de wi-fi com pessoas não sejam de sua confiança

Empregadores

  • Prover acesso remoto através de canal seguro, como uma VPN
  • Promover uma varredura periódica de vulnerabilidades no ambiente organizacional
  • Estabelecer e praticar políticas de acesso e segurança da informação, como uso senha forte para acesso aos recursos corporativos
  • Estimular o uso de recursos de comunicação em tempo real como chats, conferencia online, grupos de conversa e colaboração

Saiba mais detalhes, acessando nosso infográfico.

Uma das grandes vantagens da transformação digital é a oportunidade de preparar empresas e cidadãos para o home office em massa.

Como em toda segurança de dados, no entanto, é preciso obedecer às políticas de segurança que colaboram para evitar sobrecarga de vulnerabilidade digital. Para isso, é preciso apostar em uma forte combinação de tecnologia e know-how, feito com segurança e inteligência.

A pandemia provocada pela Covid-19 trouxe muitos desafios para seus negócios. A segurança digital não deve, e não precisa, ser mais uma preocupação para você. Fale com os especialistas da IBLISS e descubra como ampliar a proteção cibernética de seu ambiente.

FALAR COM ESPECIALISTAS EM CYBER PROTECTION